Gatos: 4 Dicas Infalíveis para Viver Melhor Com Eles, por Dr Gabriel Dias

Gateiro de carteirinha, Dr Gabriel Dias, da The Cat From Ipanema, esteve no CRV Imagem para uma conversa com nossa equipe de médicos, auxiliares e recepcionistas sobre o transporte e manejo de gatos, desde o trajeto de casa ao veterinário até o tempo na sala de espera. Os conselhos do Dr Gabriel estão rendendo vídeo-dicas sobre o transporte de gatos, narrados pela equipe do CRV.

Na entrevista abaixo, Dr Gabriel vai além da questão do transporte e revela que há uma janela para melhor educar os felinos à nossa realidade. Confira!

 

Dr Gabriel, levar um gatinho para o veterinário pode ser algo extremamente complicado. Dificilmente as pessoas têm dimensão de que essa experiência pode se tornar traumática para o animal, seu tutor e o veterinário, bem influenciar no diagnóstico do exame.

Pensando nisso, é verdade que existe uma janela de idade ótima para habituação dos gatinhos aos diferentes estímulos? Como os tutores poderiam usar isso para treinar seus bichanos desde filhotes?

Os gatinhos, na idade tenra da segunda a oitava semana de vida, passam por um período em que podem ser influenciados a aceitar situações e indivíduos que farão parte do seu cotidiano no futuro.

Um gatinho que não foi exposto à presença de seres humanos dificilmente terá equilíbrio emocional durante as rotinas de uma clínica veterinária ou qualquer outra situação que envolva pessoas. Essa “janela” é interessante para prepararmos os gatos para uma postura mais equilibrada diante dos desafios de suas vidas como, por exemplo, transporte, manipulações e também regimes de medicações em casa pelos responsáveis.

 

Qual a melhor forma de transportar um gato para o veterinário?

Evitando todas as situações conhecidas como potencialmente perturbadoras para os gatos. Devemos levar em consideração a construção individual da “personalidade” do gato através de influências pré-natais e precoces enquanto filhotes. Certifique-se de que há transporte seguro e que permita uma viagem sem ameaças visuais, olfatória e/ou auditivas. Uma toalha e produtos apaziguadores como o Feliway são sempre interessantes.

 

 

Ao chegar na clínica, como manter os gatinhos tranquilos enquanto aguardam pelo atendimento?

Uma sala separada para gatos é sempre uma ideia muito interessante, mas em locais sem essa possibilidade, os gatos deverão ser isolados da melhor forma que puderem para evitar estímulos que deixem o animal inseguro. Toda sorte de situações ameaçadoras tem o potencial para modificar os parâmetros fisiológicos do gato, comprometendo a boa interpretação dos resultados do exame.

 

— Conteúdo Relacionado: #MiouTestou: Dr Gabriel Dias fala dos cuidados ao adotar um Gato

 

O que temos de ter em mente ao adotar um gato?

Os gatos devem ser preparados para terem uma vida tranquila diante dos desafios do cotidiano da vida moderna, incluindo as visitas para diagnóstico e tratamento veterinário. Assim, conhecer as suas particularidades fisiológicas, bem como as suas limitações emocionais, permite que o animal enxergue essas manipulações como situações benéficas, e não causadoras de desconforto.

 

A primeira das vídeo-dicas sobre “transporte de gatos”, produzida pelo CRV a partir das orientações de Dr Gabriel.

A post shared by CRV Imagem (@crvimagem) on

Comentários

comentários

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar