Um negócio silvestre, com Dr Rafael Nudelman

Se gerir um negócio veterinário já é por natureza bem desafiador, imagine tocar um negócio sobre animais silvestres. Dr Rafael Nudelman topou essa parada. Ao lado dos sócios Dr Julio Arruda e Dra Loide Machado, ele administra a Prosilvestres, clínica especializada em animais silvestres, na Zona Sul do Rio. Nesta entrevista, Rafael discute os reflexos positivos e negativos sobre o seu negócio causados pela crescente adoção de pets silvestres.

 

Dr Rafael, obrigado por conceder esta entrevista. Quando você soube que seria veterinário?

Desde pequeno. Nunca pensei em outra profissão. Eu realmente não me imaginava fazendo outra coisa! Pensava um pouco diferente (risos)… pensava em cuidar de leões, tigres, tubarão, África…

 

Você é um dos sócios da Prosilvestres, junto com Dr Julio Arruda e Dra Loide Machado. O que é a Prosilvestres e o que levou vocês a se juntar para abrir o negócio?

A Prosilvestres é uma clínica veterinária exclusiva para o atendimento de animais silvestres e exóticos. Passam pela nossa rotina de atendimento — consulta e cirurgia — desde pequenos mamíferos como hamster, coelho, quati até répteis como lagartos e cobras. Atendemos também aves: calopsita, papagaio, coruja, gavião e por aí vai.

Eu e o Julio nos conhecemos desde a época de faculdade. Sempre pensamos em abrir uma clínica juntos, mas só depois de formados é que colocamos a ideia em prática.

Especialistas: Dr Rafael, à direita, com os sócios Dr Julio Arruda e Dra Loide Machado.

 

Hoje, há mais pessoas adotando silvestres como pets. Na sua opinião, a que se deve essa mudança de comportamento?

Novidade. São animais diferentes, que chamam a atenção. Às vezes, isso é ruim, porque as pessoas em geral não sabem como cuidar desses bichos e acabam cometendo erros, sobretudo no manejo. Um outro ponto a se destacar é o fato de silvestres darem menos trabalho do que cães e gatos.

 

De que forma isso afetou a rotina da Prosilvestres?

Esse novo comportamento aumentou a demanda por uma clínica especializada. Pra nós está sendo positivo.

 

Ainda assim, manter um negócio com enfoque em silvestres é um feito. Quais os principais desafios da Prosilvestres hoje?

Trabalhamos com um nicho de mercado, o que torna o desenvolvimento do negócio um pouco mais desafiador. Um outro desafio está na relação do público com os pets silvestres. Ainda é presente o descompromisso de muitas pessoas com esses animais: em primeiro lugar, eles não são reconhecidos como pets, e até mesmo por conta disso, são tratados com descaso.

 

Relacionado: O mundo silvestre da Dra Loide Machado.

 

Prosilvestres: de pequenos mamíferos a répteis e aves. 

 

Daqui a alguns anos, como você vê a evolução dos silvestres como pets? E, nesse sentido, quais serão os próximos passos da Prosilvestres?

Vejo com bons olhos, pois estão aparecendo mais criadores sérios e corretos, que permitirão o desenvolvimento desse mercado. Além disso, as pessoas têm mais informações a cada dia e conseguem conhecer melhor o animal. Isso se reflete em qualidade de vida para esses bichos. No mais, o avanço dos estudos sobre os silvestres nos torna veterinários mais qualificados. E, mais uma vez, isso terá reflexos na qualidade de vida dos pacientes.

 

Obrigado, Dr Rafael.

 

PROSILVESTRES
Rua Siqueira Campos, 170, loja E
Copacabana – Rio de Janeiro

21 3507-0746
contato@prosilvestres.com.br

www.prosilvestres.com.br
https://www.facebook.com/Prosilvestres/

 

Conheça outras histórias de empreendedorismo na veterinária.

 

 

Comentários

comentários

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar