Os exames para Tromboembolismo Arterial Felino

Muitas vezes o diagnóstico de tromboembolismo aórtico felino é feito somente pela clínica apresentada pelo paciente: paraparesia/paraplegia, extremidades frias, ausência de pulso femural, dor de início agudo. No entanto, não é sempre que a apresentação clínica é clássica e evidente, e é justamente nestes casos em que os exames de imagem são essenciais.

Dra Luciana Duque, Dra Cristiane Vega e Dra Tais Guimarães, respectivamente cardiologista, ultrassonografista e membro da equipe de Tomografia do CRV Imagem, discutem como cada modalidade de exame — eco, ultra e tomo — pode ser usada pelo clínico veterinário para enxergar diferentes aspectos do tromboembolismo arterial felino.

“A ecocardiografia, ultrassonografia e a tomografia participam de forma interessante tanto no diagnóstico quanto prognóstico e decisão terapêutica. O ecocardiograma é o principal exame a ser realizado em felinos com suspeita/diagnóstico de tromboembolismo aórtico secundário a cardiopatia, pois fornece informações importantes ao prognóstico e decisão terapêutica deste paciente”, explica a cardiologista Dra Luciana Duque.

Dra Cristiane Vega complementa: “a ultrassonografia é uma opção de ferramenta diagnóstica devido ao fácil acesso ao exame, rapidez na realização e obtenção do diagnóstico, quando se tem um operador experiente e equipamento adequado. A ausência de necessidade de sedação é também um fator relevante em felinos, considerando que a maioria dos casos de trombo aórtico acomete pacientes cardiopatas”.

“Por outro lado a tomografia computadorizada (TC) é o método mais sensível para detecção de alterações vasculares, uma vez que a utilização de meio de contraste endovenoso caracteriza com precisão os pontos de trombose, especialmente lesões menores com obstrução parcial de fluxo. A TC torna-se uma importante opção diagnóstica nos casos de etiologia extracardíaca (quadros neoplásicos ou secundários ao hipertireoidismo)”, arremata Dra Tais Guimarães, radiologista do setor de Tomografia do CRV Imagem.

 

Dra Luciana Duque (eco), Dra Cristiane Vega (ultra) e Dra Tais Guimarães (tomo).
Dra Luciana Duque (eco), Dra Cristiane Vega (ultra) e Dra Tais Guimarães (tomo).

Comentários

comentários

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar