Obstrução por Corpo Estranho: O Que É, Sintomas e Diagnóstico

Panos, brinquedos, ossos, fios de lã: cães e gatos encontram distração com qualquer coisa. Mas é bom ficar atento, pois aí também mora o perigo. A obstrução por corpo estranho é recorrente na clínica veterinária. O animal engole um objeto, que pode estacionar no esôfago ou mesmo no estômago, e o caso pode evoluir para uma solução cirúrgica.

Dra Susana Marchetti, veteirnária trainee no time de radiologistas do CRV Imagem, fala sobre os sinais clínicos, as forma de diagnóstico e o tratamento para casos de obstrução intestinal por corpo estranho em pequenos animais.

 

Dra Susana, o que são as obstruções por corpos estranhos e como elas acontecem?

Obstrução por corpo estranho é uma condição frequente na clínica de pequenos animais. É quando o animal ingere uma estrutura — panos, ossos, brinquedinhos — que, devido ao seu tamanho ou formato, para em determinado ponto do trato gastrintestinal, interrompendo o fluxo normal de seu conteúdo. É incrível como eles conseguem engolir algumas coisas, já vi até a ingestão de toalhas inteiras.

Nos gatos, os corpos estranhos lineares são os mais comuns: pedaços de linha, lã… Dependendo do tamanho, o corpo estranho pode se alojar no esôfago ou estômago. Caso passe para o intestino, pode haver obstrução intestinal parcial ou total. Às vezes, dependendo da extensão, ele pode abranger esôfago, estômago e intestino, por esse motivo não é indicado “puxar” linhas ou demais corpos estranhos encontrados no ânus.

 

Corpo Estranho Gástrico: radiografia de um cão que engoliu uma tampinha de garrafa. 

Quais os sintomas de que o animal engoliu algum corpo estranho?

Os sinais clínicos mais comuns incluem vômitos e apatia. Em cães, os filhotes costumam ser os que mais engolem objetos. Os labradores, em especial, tendem a manter esse comportamento durante toda a vida. 

 

Os Exames de Imagem ajudam no diagnóstico?

Sim, Os Raios-X e a Ultrassonografia auxiliam a fechar o diagnóstico e determinar a localização do corpo estranho. No caso de suspeita de corpos estranhos esofágicos, o diagnóstico é feito por meio de radiografias. Para corpos estranhos gástricos e intestinais o RX também é indicado por permitir que vejamos as estruturas que chamamos de radiopacas. Caso haja suspeita da presença dessas estruturas (metal, pedras, ossos), a radiografia pode ser realizada para sua detecção.

Nos demais casos, a ultrassonografia abdominal deve ser realizada. Ela permite a detecção do corpo estranho na maior parte dos casos, assim como a observação dos sinais de obstrução intestinal e de complicações associadas.

 

Os corpos estranhos lineares — como fios de lã — são os mais comuns em gatos. Vômitos e apatia são sinais clínicos.

 

Como é feito o tratamento?

Cada caso é um caso, mas de uma forma geral, a indicação pode ser cirúrgica em situações de corpos estranhos lineares, pontiagudos ou que gerem obstruções intestinais. Em outros casos, a endoscopia pode ser indicada.

 

Dra Susana Marchetti, veterinária radiologista do CRV Imagem.

 

Comentários

comentários

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar