Dirofilariose Canina com Dra Luciana Duque

Cardiologista do CRV  Imagem, Dra Luciana Duque esclarece de forma rápida e objetiva as principais dúvidas sobre sintomas, diagnóstico e acompanhamento da dirofilariose canina.

 

Oi, Dra Luciana. O que é a dirofilariose canina e seus sintomas?

A dirofilariose é uma doença parasitária transmitida por mosquitos (de vários gêneros).  O agente etiológico, causador da doença, é a dirofilaria immitis, um filarídeo.

Apesar de conhecida também como “verme do coração”, a dirofilariose começa mais pulmonar do que cardíaca. Como os vermes adultos da filária parasitam a artéria pulmonar, é frequente vermos sinais de hipertensão pulmonar.

Os principais sinais clínicos são tosse, cianose (coloração azulada da pele ou das mucosas), dispneia (dificuldade de respirar) e intolerância aos exercício. No entanto, muitos pacientes são assintomáticos.

 

Como é feito o diagnóstico e de que modo os exames de imagem podem ajudar?

O diagnóstico definitivo da doença é feito através de exames de sangue. O padrão ouro para o diagnóstico passa pela técnica para a detecção de antígeno do verme adulto (sorologia). E há também outras técnicas, como a de concentração de microfilárias (“filhotes dos vermes”).

Os exames de imagem entram para dimensionar a repercussão hemodinâmica da doença. Geralmente, lançamos mão da Radiografia e do Ecocardiograma.

O Ecocardiograma é o exame de eleição para identificarmos sinais de hipertensão pulmonar: dilatação, alteração do padrão de fluxo, aumento da pressão. Em casos em que o parasitismo está muito intenso, é possível ver os vermes dentro da artéria pulmonar e até nas cavidades direitas do coração, ventrículo e átrio direitos.

 

Comentários

comentários

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar